Museu do muro

with Nenhum comentário
Museu do muro

O Museu do Muro em Checkpoint Charlie exibe, dentre outros objetos, documentos sobre a construção do muro e tentativas de fuga, algumas bem originais.



Fundado pela Dra. Rainer Hildebrandt, ativista dos direitos humanos, encontra-se no Museu do Muro histórias de todo tipo:

  • pessoas que se esconderam no capô de um fusca;
  • um senhor que conseguiu fugir com a mulher e o fio, em 1965, usando uma espécie de gôndola, suspensa por um fio;
  • a história da artista Renate Hagen que escapou, em 1977, numa caixa de som ajudada pelo artista holandês Theodorus Kerk, muito conhecido em vários países e também na RDA, e que viria a se tornar seu marido. Durante o controle na fronteira, um dos guardas teria lhe dito “o sr. possui algo formidável aí dentro”. Ele se referia às caixas de som e ao equipamento técnico, sem saber que, na verdade, havia ali realmente algo de grande valor.

Também é possível ver maquetes do muro e as comemorações no dia de sua queda.

No final da exposição, uma grande foto mostra o violoncelista Mstislaw Rostropowitsch, "expatriado da União Soviética em 1978, [que] chegou a Berlim 40h após a queda do muro, sem aviso ou comunicado de imprensa. Em agradecimento aos acontecimentos e como homenagem às vítimas do muro, este músico de renome mundial tocou as suítes de Bach” (fonte: painel do museu).

Para fazer fotos dentro do museu é preciso pagar uma taxa ao comprar o ingresso. Informe-se na bilheteria.

GALERIA

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.

Comentários