restaurantes, gastronomia

Passeando pela cidade passei na frente deste restaurante. A aparência logo me chamou a atenção. Mas era uma segunda-feira e estava fechado.

Almocei em outro lugar e me programei para voltar. 

Assim fiz e, dois dias depois fui lá almoçar. Ambiente agradável, o tempo permitia sentar nas mesas externas do pátio, algumas delas sob parreiras.

O garçon ajudou explicando os pratos e também na escolha do vinho, EWA, cuvée Elena Walch, 60% Gewürztraminer, 20% Müller Thurgau, 20% Chardonnay. Estava tão bom que no final comprei uma garrafa pois, além de restaurante, também é uma enoteca.

De entrada pedi a bruschetta e, quando chegou, é que descobri que era uma variedade: tomate, aliche com manteiga, cogumelos com sour cream, salami e azeitona. Parece que não entendi bem o garçon, não é? Ainda mais que não gosto de manteiga... mas deu para tirar e, ainda assim, estava muito gostoso.

A sobremesa me surpreendeu. Sou fã de tiramisù e este era bem diferente, com framboesa. O contraste entre o azedinho da fruta e o doce do tiramisù estava ótimo.

Na parte interna, além de mesas e de um espaço bar, os vinhos que podem ser bebidos no local ou vendidos: são 400 rótulos, de 20 vinícolas do Valle Isarco, de outras regiões da Itália e do mundo.

O restaurante, assim como o vizinho Finsterwirt e o Hotel Goldener Adler pertencem à família Mayr.

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.


Domasse 3 - Brixen, Itália / Tel. +39 0472 835343

Vitis: Vinothek - Enoteca