Ístria | Para onde?

Ístria

with Nenhum Comentário

Península mais larga da Croácia, no noroeste país, a Ístria possui uma forma triangular.  Além de uma costa banhada pelas águas azuis e transparentes do Adriático, possui cidades com calçadas de pedra, ruas estreitas, grandes praças e a sexta maior arena do mundo (em Pula).

A região pertenceu aos impérios Romano, Bizantino e Austro-Húngaro, fez parte do território italiano, e da antiga Iugoslávia.

Em termos gastronômicos parece-se com a Itália vizinha: massas com trufas - negras e brancas, azeites deliciosos e vinhos de qualidade.

Quando estava planejando a viagem para a Croácia, comecei a ler algumas reportagens sobre a Ístria e cismei que tinha que ir até lá. Não me arrependo, apesar de não ter escolhido uma hospedagem que me agradou. Só que fiquei pouco tempo e além de Rovinj, só fui a Poreč e Pula. Faltou visitar Motovun, uma cidade medieval no alto de uma colina, Hum, considerada pelo Guinness World Records como a menor cidade no mundo, e o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, um parque deslumbrante, Patrimônio Natural da Humanidade, com bosques, cascatas, trilhas, vasta flora e fauna.

POR ONDE ANDEI

Poreč: no coração da costa oeste da Ístria
with Nenhum Comentário

Poreč possui uma igreja magnífica com características bizantinas e belíssimos mosaicos, Patrimônio da Humanidade.

Rovinj: a pérola azul do Adriático
with Nenhum Comentário

Rovinj, localizada numa península, formando uma baía, é considerada uma das mais belas cidades da costa croata.



VIAJANDO PELA REGIÃO

Cidade base: Rovinj / Tempo de estadia: 6 dias

Chegando a Rovinj de carro, partindo do aeroporto de Zagreb.

Hospedei-me num resort, a 10 minutos de carro do centro, pois dispunha de unidades tipo apart-hotel. Não indico pois não gostei muito. Logo na chegada houve uma confusão na recepção pois queriam reter nosso passaporte, mesmo efetuando o pagamento total no check-in. Tive que fazer contato com a central de reservas. No final, aceitaram ficar com uma cópia. As cadeiras da praias são amarradas umas às outras com cadeado, é preciso pegar a chave. O restaurante é ruim, então se você não estiver com vontade de cozinhar e não quiser ir até a cidade, fica meio sem opção. As vagas são demarcadas, mas ninguém respeita e às vezes acabamos estacionando muito longe. Enfim, organização não parece ser muito o forte deles, por isso nem indico aqui.

O centro histórico é reservado a pedestres, mas há um grande estacionamento pago antes da entrada da cidade.

Partindo de Rovinj (distâncias relativas ao percurso mais rápido, indicado em Via Michelin), passeios de um dia:

- Poreč: 83km

- Pula: 35km

Existem muitos lugares bonitos e interessantes para se visitar perto de Rovinj. Não tive tempo para passear mais e ainda peguei chuva para atrapalhar. Também escolhi aproveitar a praia quando o tempo melhorou.

Mas sempre digo que deixar de visitar e de conhecer alguns lugares é um ótimo pretexto para voltar à região, não acha?


LINKS

ÍSTRIA 


Comentários