Existem muitos guias com indicações de restaurantes: Michelin, Routard e Petit Futé, por exemplo. As páginas oficiais de turismo também fornecem indicações.

Na maior parte das vezes escolho um endereço pelos guias, ou pela indicação de amigos ou de blogs que sigo. Mas também acontece de arriscar algum pela aparência do lugar e pelo cardápio. E há também, é claro a indicação dos proprietários dos imóveis onde me hospedo (locações de turismo). Como moram na cidade e trabalham recebendo hóspedes, indicam sempre bons lugares, frequentados por moradores.

No caso de Paris há ainda as indicações de Alain Ducasse em seu livro Amo Paris: minha Paris do sabor em 200 endereços, publicado pela Editora Senac.

Indico aqui restaurantes que conheci e que me agradaram, pelo ambiente, pela qualidade da comida, pela relação custo-benefício. Não tenho nenhum vínculo com nenhum deles. Devo dizer que gostei tanto de alguns que voltei neles numa mesma viagem.

Alemanha

Croácia

restaurantes, gastronomia

Espanha

Mercado de San Miguel

França

Itália