gorjeta

Para mim, uma das coisas mais complicadas é dar gorjeta. Talvez pelo fato de estar acostumada com a que já vem embutida no preço dos restaurantes brasileiros.

Na Internet existem vários sites com dicas e informações sobre o assunto. Um deles sugere que se pergunte na recepção do hotel qual o costume local em relação a gorjetas.

Porém, um dos sites mais completos que encontrei foi o da revista Condé Nast Traveller que possui seções gratuitas, ou seja, sem necessidade de uma assinatura. Em um artigo intitulado Etiquette 101: Your Guide to Tippping Around de World (Etiqueta 101: seu guia para dar gorjetas ao redor do mundo), de novembro de 2008, mas atualizado, descrevem o que se deve e não fazer e quanto deixar de gorjeta. O artigo é classificado por regiões - Oriente Médio, África, Américas (sem os Estados Unidos, por se tratar de uma publicação americana), Ásia e Pacífico, e Europa -, e subdividido em restaurantes, hotéis, guias e motoristas.

Heis um resumo do que indicam para os países que constam aqui do blog. Vale lembrar que as gorjetas devem ser dadas em espécie, de preferência em moeda local.

ALEMANHA: nos restaurantes, acrescente de 10 a 15% ao total da conta. Em hotéis,  aproximadamente dois euros por bagagem.

CROÁCIA: se você apenas parou para um drinque ou um café, deixe o troco. Em tavernas, de 3 a 5% do total da conta. Para restaurantes, caso a gorjeta não esteja incluída na nota, deixar de 10 a 15%. Em hotéis, deixe o equivalente a 10 dólares em euros se lhe deram uma atenção especial, e o equivalente a 1 dólar por bagagem para o bellboy. 

ESPANHA: nos restaurantes, se o serviço for bom, arredonde a conta para até 7 a 13%. Em hotéis, deixe de 5 a 10 euros se lhe deram uma atenção especial, e o equivalente a 1 dólar por bagagem para o bellboy. Nos táxis, arredonde o total.

FRANÇA: nos restaurantes, o serviço geralmente está incluído, mas muitas pessoas deixam até 10% do total da conta de gorjeta. Em hotéis, aproximadamente dois euros por bagagem. E, para motoristas de táxi, aproximadamente 10 %. Mesmo sem dar a gorjeta, é comum os taxistas cobrarem por mala.

ISLÂNDIA: a conta já inclui 15% de gorjeta. Se foi bem atendido, você pode deixar mais alguma coisa, mas não ultrapasse o valor de 10%. Nos hotéis não se deixa gorjeta nenhuma. Pode-se dar 10% para motoristas, mas não é algo esperado.

ITÁLIA: em restaurantes, deixe 10%, não mais do que isso. Não é hábito deixar gorjeta para gondoleiros e vaporemos.

: em restaurantes pode-se deixar de 5 a 10% de gorjeta, mas isso não é esperado. Nos táxis, deixe aproximadamente 5% ou arredonde o total.

 

 Recentemente descobri o aplicativo Globe Tipping: Tipping Calculator & Advisor (disponível para IOS) que, além de mostrar o percentual das gorjetas em diversos países, traz uma calculadora caso seja necessário dividir a conta.

 

Acho que nós, brasileiros, não temos o hábito de deixar gorjeta para o serviço de quarto. No entanto, se foi bom, no que diz respeito a limpeza e arrumação, é simpático deixar algo num envelope, no final da estadia.