Ghent: uma metrópole com ar de vilarejo

with Nenhum comentário
Ghent: uma metrópole com ar de vilarejo

Quatorze séculos de história, um castelo medieval, uma catedral majestosa, um campanário, 18 museus, 100 igrejas, mais de 400 edifícios históricos.



Ghent (fr. Gand, hol. Gent) faz parte da região de Flanders: 14 séculos de história, um castelo medieval, uma catedral majestosa, um campanário, 18 museus, 100 igrejas, mais de 400 edifícios históricos e todas as facilidades de uma metrópole com um ar de vilarejo.

Uma das citações sobre a cidade, na página de turismo oficial, diz: "Aqui esconde-se uma das melhores paisagens da Europa, formada pela água, por flechas e antigos casarões centenários. E parece que os belgas se esqueceram de contar para todo mundo".

 

POR ONDE ANDEI

 

  • Graventeen - Château des Comtes: construído no centro da cidade, a mando de Philippe d’Alsace que queria mostrar quem mandava. Ali já havia um castelo medieval, de madeira, que foi substituído por uma construção em pedra no início do século XI, mantendo algumas outras em madeira ao seu redor. Mas em 1176 tudo foi destruído em um incêndio. Sua reconstrução é obra de Philippe d'Alsace (1180). Desde 1913, o castelo é também um local onde ocorrem atividades culturais e festas. O Castelo possui um Museu da Justiça, onde se pode ver diversos objetos para punição de criminosos e tortura, como algemas, ferros e até mesmo uma guilhotina. Há, também, uma coleção de armas históricas com pistolas, armaduras etc.;
  • Beffroi: símbolo da independência da cidade;

  • St. Baafskathedraal - Catedral de St. Bavon: a igreja foi transformada em Catedral na época do batizado de Carlos V, em 1500, porém quando de sua morte, 58 anos depois, a construção ainda não havia sido terminada;
  • Graslei - Quai aux Herbes: antigo porto medieval, para os moradores da cidade, e certamente para os visitantes também, o lugar mais bonito da cidade, onde as belas construções ao longo do cais se refletem nas águas do rio;
  • Ponte St-Michel: da ponte avista-se o Graslei, e o Korenlei (Marché aux Poissons), bem como a Igreja de St-Michel. Mais ao longe, avista-se o Castelo e a Catedral. 

GALERIA

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.

 

Como várias cidades da Europa, Ghent tem sua feira de Natal, com comidas e bebidas, artesanato e presentes.

O inverno é a hora certa para beber um vinho quente. Aquece a mão, o corpo e, por que não dizer, a alma.

Aqui, também, muitas bicicletas, mesmo no inverno.

Comentários