Eltville: cidade dos vinhos e das rosas

with Nenhum comentário

Entre a floresta, as vinícolas e o rio Reno, Eltville nos encanta com suas casas em enxaimel e suas ruas com calçamento de pedra.



Eu iria passar uns dias em Frankfurt, em março de 2017, e queria visitar algumas cidades vizinhas. Estava seguindo o perfil da Nicole, uma alemã, no Instagram e ela havia postado fotos de Eltville e de Idstein, dentre outras cidades vizinhas. Simplesmente adorei todas, foi uma escolha difícil. 

Eltivlle am Rhein ou, simplesmente, Eltville, é uma linda cidade com calçamento de pedras e diversas construções em enxaimel, muito bem conservadas, a uns 50 km de Frankfurt, à beira do rio Reno. De trem, a viagem dura pouco menos de uma hora.

A cidade fica entre a floresta, as vinícolas e o rio, e é famosa por suas rosas. Em 1988, ganhou o título de cidade da rosa (Rosenstadt). São mais de 350 variedades, incluindo algumas espécias raras e antigas. Acontece ali um festival no verão que atrai inúmeros admiradores.

Pena que a chuva atrapalhou um pouco minha visita e, como era inverno, nada de rosas. Também não pude apreciar as vinícolas nem o vinho (Riesling e Sekt, um espumante que usa o método champenoise): há degustações em quiosques à beira do rio no verão e também em cidades vizinhas. Sem falar nos cruzeiros pelo rio. Eis aí bons motivos para voltar.

POR ONDE ANDEI

Comecei meu caminho pela cidade saindo do castelo em direção ao rio para, depois, passar pelas muralhas em direção à Marktplatz e à Igreja, para voltar ao rio.

  • Kurfürstliche Burg - castelo dos eleitores (1330-1350): descendo pela rua em frente à estação de trem, anda-se um pouco e logo avista-se a torre do castelo. O castelo foi residência de arcebispos e eleitores do Mainz. Da construção original resta apenas a torre. O restante foi destruído, sendo uma parte reconstruída anos depois e remodelada posteriormente. Ali fica o posto de turismo. E há também um roseiral;
  • Gensfleischhaus: esta casa localiza-se numa rua perto do castelo. Construída em 1681, fazia parte de uma construção que pertenceu aos ancestrais de Gutenberg, sendo que seu irmão morou ali de 1434 a 1447;
  • Haus Rose: o edifício data de antes de 1480, mas sua forma atual é de 1739. No século XVII, tornou-se uma hospedaria;
  • Martinstor: um dos quatro portões da cidade e o único ainda existente. Era passagem para os viticultores que levavam suas barricas para barcos no rio;
  • Sebastiansturm: esta torre fazia parte das fortificações da cidade. Em frente a ela vê-se a imagem de São Sebastião, patrono de Eltville;
  • Muralhas da cidade: vê-se uma parte das muralhas ao lado da torre de São Sebastião. Datam de 1332;

  • Antiga prefeitura: construída em 1513, fica entre a Schmittstrasse e a Grabenstrase;
  • Marktplatz: nesta praça destaca-se uma fonte com uma escultura de 1989, obra de Finger-Rokitnitz; nesta área há muitas casas em enxaimel do século XIX;
  • Hof Bechtermünz: construção em estilo renascença, pertenceu aos irmãos Bechtermünz, donos de uma das primeiras casas tipográficas da era Gutenberg;
  • Langwerther Hof: parque privado, com várias casas adjacentes. É preciso olhar pelo portão. O prédio que se destaque é o Stockheimer Hof, de 1550;
  • Igreja de São Pedro e São Paulo: igreja católica construída de 130 a 1440; infelizmente estava fechada e não pude ver o interior;
  • Burg Crass: perto do rio, fora das muralhas da cidade, esta construção rosada, com uma torre, é a mais antiga da cidade. Atualmente é um hotel e restaurante;
  • Stadtturm: a torre fazia parte de um dos portões e das fortificações da cidade e foi usada como prisão. Sua forma atual data do século XIX, sendo bem semlhante à torre do castelo. 

GALERIA

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.

Comentários