Normandia | Para onde?
A cidade e as duas Grandes Guerras
with Nenhum comentário

Assim como outras cidades francesas, Étretat sofreu os impactos das duas Grandes Guerras Assim como outras cidades francesas, Étretat sofreu os impactos das duas Grandes Guerras passando de estação balneária a uma verdadeira fortaleza ocupada pelos alemães. Durante a Primeira … leia mais

Centro
with Nenhum comentário

Um centro simpático, com algumas construções típicas e ruas tranquilas que levam ao mar As três falésias de Étretat – Aval, Amont e Manneporte, também chamadas de portas, são conhecidas mundialmente. Nada mais lógico do que, ao chegar a cidade, … leia mais

Les Tilleuls 1738
with Nenhum comentário

No centro de Étretat, uma casa de 1738, tão encantadora e acolhedora que não dá vontade de ir embora.

Falésia de Amont
with Nenhum comentário

“A pequena porta de Étretat parece, de longe, em tempos de pouca luz, que a escurecem, um enorme elefante bebendo no mar” (Guy de Maupassant). A falésia de Amont é a que possui o menor arco, mas pode-se sentir a … leia mais

Falésia de Aval
with Nenhum comentário

A arquitetura mais gigantesca que existe (Victor Hugo). A mais alta de todas as falésias, com 80m, Aval é minha preferida. Na verdade, é a preferida de muita gente, assim como foi de pintores famosos como Monet. François-Xavier, morador de … leia mais

Étretat: entre falésias e mar
with Nenhum comentário

“Se eu tivesse que mostrar o mar a um amigo pela primeira vez, escolheria Étretat para isso.” (Alphonse Karr)

Monte Saint-Michel: um lugar mágico
with Nenhum comentário

O Monte Saint-Michel é um lugar mágico que parece saído de um livro de contos de fada: para mim, um sonho que virou realidade; uma realidade que pareceu um sonho.

La Dîme de Giverny
with Nenhum comentário

Hospedagem no coração de Giverny, perto da Casa de Monet, mas longe do burburinho dos turistas. Uma propriedade cuja história remonta ao século XIII.

Honfleur: um porto pra lá de charmoso
with Nenhum comentário

O slogan da cidade, como em nenhum outro porto, faz um pequeno trocadilho com “como em nenhuma outra parte”. E é a mais pura verdade.

Barragem do rio Couesnon
with Nenhum comentário

Uma obra que durou quase 10 anos, permitindo que o Monte voltasse a ser uma ilha. No início, a Baía do Monte Saint-Michel era uma planície arborizada, a floresta de Scissy. Pouco a pouco, a partir da grande maré do … leia mais

1 2 3