Baie des Trépassés: uma baía e suas lendas

with Nenhum comentário

Uma alteração em uma letra de seu nome, aliado à força dos ventos e das marés, deu origem às lendas que a cercam.



A Baie des Trépassés (Baía dos mortos), com sua praia de areia fina, estende-se da Pointe du Raz à Pointe du Van e tem à sua frente a Ilha de Sein e o farol de Tévennec.

No alto da Pointe du Van destaca-se a capela Saint-They. "Desafiando o meio ambiente, ela parece erguer-se em face do oceano para velar sobre a salvação dos marinheiros" (Pointe du Raz en Cap Sizun, site oficial).

Originalmente, a baía chamava-se, em bretão, "Boë an aon", que significa "Baía do rio". Mas, devido a um erro de linguagem, passou a ser conhecida como "Boë an Anaon", baía dos mortos. 

O nome, combinado à força dos ventos e das ondas no Raz de Sein - a passagem entre a Ilha de Sein e a Pointe du Raz, perigosa para se atravessar - contribuiu para que se criasse a lenda que a cerca: a de que antigamente os corpos dos náufragos iam dar na praia. Parece que isto não seria possível devido às correntes. Mas o nome ficou. E, segundo uma outra lenda bretã, na noite de Natal, soariam ali os cantos das almas perdidas que andam errantes nos barcos dos mortos.

A baía pode ser vista do alto da Pointe du Raz. Na verdade, foi essa vista que me fez perguntar o nome da praia no Posto de turismo e que me fez querer ir até lá.

Fácil para chegar e estacionar. Chegando à praia, passa-se primeiro por um caminho na areia, com umas cercas de madeira. Parece cenário de filme. A praia tornou-se um paraíso para banhistas e surfistas, mas o banho de mar ali só é permitido quando há salva vidas presentes.

Da praia é possível avistar nas encostas uma casamata da Segunda Guerra Mundial.

Quando cheguei, estava muito quente, o sol a pino. De repente, começou a baixar uma névoa forte, dando ao local um aspecto totalmente de acordo com seu nome. Definitivamente um lugar a se visitar.

GALERIA

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.


Comentários