Arromanches-les-Bains: no coração das praias do desembarque

with Nenhum comentário

Cidade balneária que ficou conhecida pelos portos artificiais planejados para a invasão das tropas aliadas, montados em sua baía.



No coração das praias do desembarque, a estação balneária de Arromanches-les-Bains ou, simplesmente, Arromanches, tornou-se mundialmente conhecida pelos portos artificiais construídos em sua baía, cujos vestígios ainda são visíveis.

Planejados para a invasão das tropas aliadas, foram construídos na Inglaterra e rebocados pelo Canal da Mancha para serem montados na costa da Normandia. Em um memorando a Lord Louis Mountbatten, dizia Churchill: “devem subir e descer com a maré. É preciso resolver o problema de sua ancoragem”. 

E assim foi feito: rotas flutuantes e plataformas de descarga que subiam e desciam com a maré.

Arromanches foi libertada na noite de 6 de junho e o porto provou ser de um valor inestimável, com o desembarque de mais de 18 mil toneladas de mercadorias todos os dias (dados do Museu do Desembarque).

No verão, as crianças dividem-se em grupos e constroem castelos de areia à beira da praia. Aguardam depois o avanço do mar, para ver qual dos castelos resistirá mais tempo antes de se desmanchar na água.

Suas falésias, à esquerda e à direita do mar, são deslumbrantes e eu não conseguia parar de admirá-las.

Em frente à praia, encontra-se o Museu do Desembarque: primeiro museu construído para comemorar o dia 06/06/1944 e a Batalha da Normandia, possui uma exposição permanente.

 

No alto da colina, um pouco afastado do centro, um cinema em 360 graus, com 9 telas, mostra o filme "Os 100 dias da Normandia, composto por imagens de arquivos do mundo inteiro sobre a Batalha da Normandia. Mesmo que você não pretenda entrar no cinema, vale a pena ir até lá pois a vista é muito bonita.

GALERIA

Passe o mouse nas imagens para ver a descrição ou clique para aumentar.

Comentários